ONU pede investigação imparcial de operação que deixou 25 mortos no RJ

Foto: JOSE LUCENA/THENEWS2/ESTADÃO CONTEÚDO

Nesta sexta-feira (7/5), o Alto Comissariado da Organização das Nações Unidas (ONU) para Direitos Humanos, por meio do porta-voz Ruppert Colville, em coletiva de imprensa, em Genebra, disse que a entidade está “profundamente perturbada” com as 25 mortes na comunidade do Jacarezinho, no Rio de Janeiro.

“Estamos profundamente perturbados pelas mortes de 25 pessoas numa operação policial”, declarou Colville. Para a ONU Direitos Humanos, a operação confirma que, no Brasil, a polícia se excede no uso da força e da autoridade.

Ainda segundo o porta-voz, o modelo de segurança pública em comunidades está errado. Pontuou ainda que uma investigação imparcial deve ser aberta para apurar o caso.

A organização não nega a existência do crime organizado e do tráfico de drogas nas comunidades, mas contesta a abordagem utilizada pelos policiais.conteudo patrocinadoMEIA HORA NOTÍCIASHomens corrigem calvície e se tornam mais charmosos para mulheres em Brasília. Confira!

“A forma de lidar com isso é com responsabilidade por parte das autoridades, para garantir que população civil, mulheres e crianças não sejam afetadas”, salienta Colville.

De acordo com o porta-voz, o governo tem a responsabilidade de “equilibrar o policiamento necessário no caso de atividades criminosas”, a fim de “proteger a população civil de mortes e ferimentos, além de crimes”.

Download WordPress Themes Free
Premium WordPress Themes Download
Download WordPress Themes
Download WordPress Themes Free
free download udemy course
download samsung firmware
Download Premium WordPress Themes Free
udemy paid course free download

Deixe um comentário

Seja o primeiro a comentar!