Manifestantes contra Bolsonaro se reúnem na Esplanada

Foto: Arthur Menescal/Especial Metrópoles

A manifestação contra o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) em Brasília, neste sábado (29/5), começou às 9h. A concentração teve início no Museu Nacional da República.

Uma carreata também marcou a manhã de protesto. Veículos saíram da Praça dos Buritis em direção ao Museu da República. Por volta das 10h, a caminhada pela Esplanada teve início. Para diminuir as aglomerações, a marcha ao Congresso Nacional foi organizada em fileiras, divididas por faixas em diferentes cores. Os manifestantes usavam máscaras.PUBLICIDADE 

O ato foi organizado por movimentos políticos e estudantis, como a União Nacional dos Estudantes (UNE), União Brasileira dos Estudantes Secundaristas (UBES), Diretórios Centrais de Estudantes (DCEs) e pelo Movimento dos Trabalhadores Sem Teto (MTST).

Veja vídeo:

Sindicatos de trabalhadores da área da saúde estiveram presentes, como o grupo de profissionais odontólogos e da assistência social.

Caio Sad, coordenador geral da Federação Nacional dos Estudantes do Ensino Técnico (Fenet), explicou que o ato reivindica o impeachment de Jair Bolsonaro e pede melhora em programas sociais, como o auxílio emergencial.

“A gente entende que essa ato luta pela conquista de um auxílio emergencial justo, de no mínimo R$ 600. Também lutamos pela vacinação de todo o povo brasileiro e contra o corte das verbas na educação”, disse.

Distanciamento

Durante o ato, manifestantes portavam máscaras do tipo PFF2. Os organizadores da manifestação entregaram o acessório de proteção facial aos participantes.

“Fizemos dois movimentos. Primeiro, o de divulgar que todo mundo viesse de máscara. Segundo, nos organizamos para distribuir máscaras pelo ato. A brigada da Saúde passará distribuindo álcool”, afirmou Caio Sad.

Apesar dos pedidos de respeito ao distanciamento social, o ato teve aglomerações. A parte inferior da Biblioteca Nacional foi um dos espaços onde houve concentração de pessoas.

Após a reunião no Museu Nacional, manifestantes devem seguir a caminhada até o Congresso Nacional, onde farão discursos contra o governo. Depois, seguem no caminho contrário até o Teatro Nacional.

Policiais militares fizeram uma barreira para vistoriar os pertences dos manifestantes.

A pesquisadora do CNPQ Gabriela Leonardo, 30, diz que a omissão do governo federal no combate às pandemia se dá também na educação. “Nesse período em que as universidades fazem pesquisas importantes são feitos grandes cortes”, lamenta.

Para ela, é triste ver o ritmo desacelerado da vacinação contra a Covid-19. “Perdi parentes para essa doença e muitas mortes poderiam ter sido evitadas se Bolsonaro tivesse feito algo antes”, afirma.

Fonte: Metrópoles

Free Download WordPress Themes
Free Download WordPress Themes
Free Download WordPress Themes
Download Best WordPress Themes Free Download
udemy free download
download lava firmware
Free Download WordPress Themes
online free course

Deixe um comentário

Seja o primeiro a comentar!