Luta contra o alcoolismo em Cabo Verde é a área com avaliação mais positiva ao PR, segundo um estudo

Foto: Daniel Irungu/Lusa

A luta contra o alcoolismo é a área com a avaliação mais positiva no desempenho do Presidente da República cabo-verdiano, Jorge Carlos Fonseca, que em 2016 impulsionou a campanha “Menos Álcool, Mais Vida”, segundo um estudo hoje divulgado.

A campanha, iniciativa da Presidência cabo-verdiana, visa a prevenção do consumo abusivo do álcool, um problema social em Cabo Verde e que já levou, entretanto, à aprovação de uma lei mais restritiva ao nível do consumo, em vigor desde 2019, tendo o seu impacto sido avaliado através de um estudo realizado de 15 a 22 de maio, em todo o país.

Na apresentação dos resultados do estudo, com uma base de 800 inquéritos, o coordenador da campanha, Manuel Faustino, revelou que 97% dos inquiridos revelou ter conhecimento da mesma e desses 98% “concordam” com a sua realização.

“O que para nós é extremamente gratificante”, afirmou, sublinhando que estes resultados são igualmente “um bom presente” para os cinco anos de intervenção desta campanha, que tem tido várias iniciativas públicas – como a petição para a instituição do Dia Nacional da Luta Contra o Alcoolismo em Cabo Verde -, aniversário que se assinala em 01 de julho.

Prevenir e reduzir o “uso abusivo de bebidas alcoólicas”, através de ações “que proporcionem mudanças de comportamento”, nomeadamente com a adoção de estilos de vida saudáveis “em articulação estreita com a redução do acesso às mesmas”, foram os objetivos gerais estabelecidos no lançamento da campanha.

O Presidente da República, Jorge Carlos Fonseca, termina o segundo e último mandato este ano, com a realização de eleições presidenciais em 17 de outubro, e outra das conclusões do estudo é que a luta contra o alcoolismo no país foi a área de atuação do chefe de Estado com melhor avaliação nos últimos cinco anos.

De acordo com o estudo, 66% dos inquiridos deram nota positiva ou muito positiva à atuação nesta área ao Presidente da República, à frente da promoção da Cultura, das relações internacionais ou da promoção da Constituição.

“Também quisemos saber o que as pessoas pensavam, se a campanha devia continuar ou não. E 98% disseram que sim, que devia continuar”, acrescentou Manuel Faustino, durante a divulgação do estudo, no Palácio Presidencial.

Paralelamente, revelou o coordenador, a campanha “Menos Álcool, Mais Vida” vai realizar em julho, em parceria com o Instituto Nacional de Estatística (INE) de Cabo Verde, um estudo para “saber se a pandemia de covid-19 teve impacto no consumo” e “qual o padrão do consumo da população cabo-verdiana”, que em 2015 era liderada pela aguardente, tradicional do arquipélago, seguida do vinho e depois a cerveja.

“Queremos perceber se os padrões se alteraram nos últimos anos”, explicou.

Promovida pela Presidência da República, a comissão de coordenação desta campanha é formada ainda pelos ministérios da Saúde, da Educação, da Família, e pela Organização Mundial da Saúde (OMS).

Fonte: Lusa

Free Download WordPress Themes
Free Download WordPress Themes
Download Best WordPress Themes Free Download
Free Download WordPress Themes
download udemy paid course for free
download karbonn firmware
Download Best WordPress Themes Free Download
udemy course download free

Deixe um comentário

Seja o primeiro a comentar!