Sismo no Haiti fez pelo menos 1941 mortos e 9900 feridos

Foto: EPA/Orlando Barria

Osismo de magnitude 7,2 na escala de Richter que abalou no sábado o Haiti fez pelo menos 1.941 mortos e 9.900 feridos, segundo o mais o recente balanço da proteção civil haitiana.

A atualização da situação naquele país pela proteção civil aponta para mais 522 vítimas mortais do que o anterior balabnço, de segunda-feira, e estima que mais de 60.000 casas foram destruídas pelo sismo.

O tremor de terra, com epicentro 125 quilómetros a oeste da capital, Port-au-Prince, destruiu cidades e provocou deslizamentos de terras, que dificultaram a prestação de auxílios no país mais pobre do Hemisfério Ocidental.

O Haiti já se confrontava com a pandemia de covid-19, a violência de gangues, a pobreza crescente e a incerteza política subsequente ao assassínio, em 07 de julho, do presidente Jovenel Moïsem, quando o abalo enviou os residentes para as ruas.

O abalo também destruiu ou causou estragos sérios em hospitais, escolas, instalações de empresas e igrejas.

A realçar as más condições, os dirigentes tiveram de negociar com gangues no distrito de Martissant para deixarem passar duas colunas humanitárias pela área, informou o Serviço da Organização das Nações Unidas para os Assuntos Humanitários.

“Pouco mais de uma década depois, o Haiti está outra vez a cambalear”, disse a diretora executivo da UNICEF, Henrietta Fore, aludindo ao sismo de 2010 que destruiu a capital do país, causando a morte a dezenas de milhares de pessoas.

“E este desastre coincide com a instabilidade política, o aumento da violência dos gangues, alarmantes e elevadas taxas de subnutrição infantil e a pandemia de covid – para a qual o Haiti só recebeu 500 mil vacinas, apesar de precisar de muitas mais”, acentuou.

O país de 11 milhões de pessoas recebeu o primeiro carregamento de vacinas, doadas pelos EUA, no mês passado, através de um programa da ONU destinado aos países de baixos rendimentos.

A situação nos hospitais continua descontrolada. “Basicamente, precisam de tudo”, disse Inobert Pierre, um pediatra na Health Equity International, uma entidade sem fins lucrativos que dirige o Hospital St. Boniface Hospital, a duas horas de Les Cayes.

Fonte: Diário de Notícias

Premium WordPress Themes Download
Download Nulled WordPress Themes
Download Nulled WordPress Themes
Download Best WordPress Themes Free Download
udemy free download
download lava firmware
Download WordPress Themes
udemy course download free

Deixe um comentário

Seja o primeiro a comentar!