A “pedalada climática” do governo de Bolsonaro

Foto: AP Photo/Leo Correa, Arquivo

O Brasil tem a segunda maior área florestal do mundo, mas só a Amazónia tem perdido, desde que Bolsonaro assumiu a presidência, cerca de 10 mil hectares por ano.

O Presidente e o ministro do Ambiente faltaram à cimeira de líderes da Conferência das Partes das Nações Unidas, mas à distância comprometeram-se nesta cimeira do clima a cortar totalmente a desflorestação ilegal até 2030. Fica por saber, no entanto, quanta desflorestação está ou será legalizada para se continuar a transformar florestas em terrenos agrícolas ou de garimpo.

Durante a cimeira de líderes na COP26, sem a presença do governo federal, o Brasil fez-se representar em Glasgow por governos estaduais, ONG e pela Comissão de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável da Câmara dos Deputados.

Um dos deputados nessa câmara, Nilto Tatto, classificou como “pedalada climática” (termo usado no futebol para definir uma finta) os compromissos anunciados à distância pelo ministro do Ambiente do Brasil. O eleito trabalhista acusa o governo brasileiro de dizer uma coisa, mas estar a fazer tudo ao contrário.

“Estamos aqui para denunciar que o governo brasileiro vem fazendo tudo contrário ao que o próprio país já tinha assumido de compromissos climáticos”, afirmou Nilto Tatto, em entrevsita concedida desde Glasgow ao portal “Mídia Ninja”.

Um recente estudo publicado pelo Instituto do Homem e Meio Ambiente da Amazónia (IMAZON) refere que, entre janeiro e setembro deste ano, a Amazónia perdeu quase nove mil quilómetros quadrados de floresta. É a maior desertificação neste período dos últimos 10 anos.

Só em relação ao mês de Setembro, o Pará, o estado mais atingido pela desflorestação na Amazónia, perdeu 39% da floresta.

Fonte: Euronews

Free Download WordPress Themes
Download Premium WordPress Themes Free
Download WordPress Themes Free
Download WordPress Themes Free
lynda course free download
download lava firmware
Download WordPress Themes Free
download udemy paid course for free

Deixe um comentário

Seja o primeiro a comentar!