Diplomata polaco demitido após chamar a lei do Holocausto de “estúpida”

Foto: AP Photo/Czarek Sokolowski

Um diplomata polaco, encarregado de estabelecer contacto com judeus em todo o mundo, foi demitido depois de ter criticado a abordagem do Governo relativamente à lei do Holocausto. 

Jaroslaw Nowak descreveu a lei que criminaliza o discurso sobre o Holocausto como “estúpida”, numa entrevista ao Jewish News, um semanário do Reino Unido.

LEI DO HOLOCAUSTO: DO QUE SE TRATA?

Em 2018, o parlamento da Polónia aprovou uma lei que criminaliza a associação da Polónia aos campos que os nazis instalaram no país durante a II Guerra Mundial. A lei tem como objetivo lutar contra as alegações de que a Polónia, vítima da Alemanha nazi, era responsável pelo Holocausto. Entretanto, muitos israelitas sentiram-se indignados com a lei, que consideram ser uma tentativa de encobrir o facto de que alguns polacos tinham matado judeus.  

Além disso, o diplomata defendeu que a Polónia devia aprovar uma lei sobre restituição de propriedades, uma vez que muitos viram as propriedades confiscadas pelos comunistas. Entre os afetados estão sobreviventes do Holocausto e os seus herdeiros. No ano passado, o Governo aprovou uma lei que permite anular decisões judiciais que envolvam bens confiscados há mais de 30 anos, incluindo restituições e indemnizações.

Sem revelar a justificação, o ministro Zbigniew Rau demitiu o diplomata no sábado, anunciou um porta-voz do Governo no Twitter.  

A demissão de Jaroslaw Nowak acontece depois de um embaixador polaco em Praga ter sido repreendido por criticar o Governo. Miroslaw Jasinski, que se opôs a uma disputa com a República Chega sobre uma mina de carvão, falou de “arrogância” do lado do executivo polaco. 

Fonte: SIC Notícias

Download Premium WordPress Themes Free
Download Premium WordPress Themes Free
Free Download WordPress Themes
Premium WordPress Themes Download
udemy course download free
download samsung firmware
Free Download WordPress Themes
ZG93bmxvYWQgbHluZGEgY291cnNlIGZyZWU=

Deixe um comentário

Seja o primeiro a comentar!