Juros da dívida portuguesa a dez anos passam a fasquia de 1%

As taxas de juro da dívida portuguesa a dez anos no mercado secundário (compra e venda entre investidores) passaram esta segunda-feira de manhã os 1%, marcando o ritmo da subida que se tem verificado nos mercados desde que se tornou mais provável uma acção do BCE para combater a inflação.

Historicamente, este ainda é um valor baixo, mas os 1,048% sinalizados pela Reuters esta segunda-feira comparam com os 0,604% que se verificaram exactamente há um mês. Se se recuar dois anos, houve apenas uma dúzia de dias com os juros na casa do 1%, e ligados ao período mais conturbado que se registou logo após a declaração de pandemia de covid-19. Entre Dezembro de 2020 e Janeiro de 2021, as taxas chegaram mesmo a entrar em terreno negativo.

Na quarta-feira de manhã será feito um teste no terreno com impactos reais, já que nesse dia o Tesouro vai colocar duas novas emissões de dívida junto do mercado. O que está planeado é uma emissão de obrigações com um prazo de seis anos e meio e outra de nove anos e meio, num total de 2250 milhões de euros, prevendo-se que as taxas de juro fiquem mais altas do que nas últimas emissões.

Conforme noticiou o PÚBLICO, este aumento das taxas de juro da dívida é uma das consequências da viragem, que já está a ser antecipada pelos mercados, na política monetária do BCE, que desde o início da pandemia tem ajudado a manter os custos de financiamento do Estado muito baixos através das avultadas compras de títulos obrigacionistas que realiza e da manutenção das suas taxas de juro de referência a zero. Agora, numa resposta à subida da inflação, o banco central deverá, de forma mais rápida do que tinha planeado, retirar progressivamente essas medidas.

Fonte: Público

Premium WordPress Themes Download
Free Download WordPress Themes
Download WordPress Themes
Premium WordPress Themes Download
free online course
download mobile firmware
Download WordPress Themes Free
free download udemy paid course

Deixe um comentário

Seja o primeiro a comentar!